Principal
Principal

I004352.jpg

Esta frase foi dita com o sentimento de gratidão pelo aluno da Faculdade Única de Ipatinga, formado em Engenharia Química, Felipe Santana Lopes de Souza. Após concluir o 9° semestre, em 2015, o aluno foi aprovado para participar do programa de intercâmbio do Governo Federal, Ciências sem Fronteiras, que lhe deu a oportunidade de estudar na RMIT University (Royal Melbourne Institute of Technology), em Melbourne, na Austrália.

Com duração de 15 meses, Felipe contou que, a princípio, foi uma decisão difícil, pois ele precisou adiar a conclusão do curso já no último semestre, perdendo assim o Trabalho de Conclusão de Curso e a formatura com a turma que o acompanhou durante os cinco anos de curso. “Mas foi uma decisão fundamental para o meu crescimento acadêmico, profissional e pessoal, no qual jamais irei me arrepender, além da conquista de um objetivo e realização de um sonho”, explicou Felipe.

Ele conta que o processo de adaptação inicial não foi nada fácil, principalmente pela barreira do idioma. Contudo, segundo o engenheiro químico, foi uma oportunidade ímpar de aprimorar o inglês estando imerso na cultura e no cotidiano de falantes nativos. “A Austrália é um país multicultural, acostumado a receber estudantes internacionais o que tornou ainda mais fácil o processo de fluência”, pontuou.

Sobre a estrutura da Universidade

“Na Universidade, o choque inicial foi ainda maior, devido à estrutura de ensino e metodologia completamente distintos das universidades brasileiras. Independente disso, foi uma ótima experiência que me permitiu ampliar horizontes, ter contato com professores e alunos do mundo todo e ter uma visão completamente diferente, não somente do curso de Engenharia Química em si, mas da vida universitária e do papel como futuro profissional na sociedade”, explicou Felipe.

O engenheiro considera a infraestrutura das universidades australianas incrível, assim como a qualidade de vida e a convivência com a diversidade cultural. “Todos esses fatores são aspectos que te tiram constantemente da sua zona de conforto e te fazem encarar os desafios como uma forma de aprendizado e crescimento. Ter a oportunidade de viver essa experiência foi sem dúvida a melhor escolha que já fiz na minha vida”, esclareceu.

Contribuição profissional e pessoal

Felipe ressaltou que “o intercâmbio foi uma jornada de autoconhecimento, crescimento acadêmico e profissional, mas sem dúvida, o mais importante foi o crescimento pessoal. As experiências que me fizeram ter outra visão do mundo, encarar os desafios diários longe da família, além de ir para um país com o idioma diferente e aprender a valorizar mais o nosso país”.

“São nesses momentos que percebemos que nossas universidades e nossos professores são ótimos e devem ser valorizados. Nosso ensino não fica para trás quando comparado com universidades estrangeiras. Infelizmente o que falta em nosso país é a priorização da educação como um todo (infraestrutura, remuneração e recursos) para que o nosso ensino, talvez um dia, seja tão valorizado e estimado como o de fora”, comentou.

Com sentimento de gratidão, Felipe agradeceu à Faculdade Única e aos seus professores. “Eles foram uns dos responsáveis por me proporcionarem a participar e alcançar a bolsa de intercâmbio, provando que não somente alunos das Universidades Federais têm capacidade e condições acadêmicas”.

“Agradeço também ao meu coordenador e amigo, William Argolo Saliba, que ao longo desses anos acadêmicos sempre me ajudou, incentivou e acreditou que eu poderia fazer mais e não somente ser mais um aluno da instituição”, finalizou agradecido.




Faculdade Única de Ipatinga - Rua Salermo, 299 - Bethânia - Tel: (31) 2109-2300 - 0800 724 23 00
Faculdade Única de Timóteo - Av. Acesita, 655 - Olaria - Tel: 0800 724 23 00
Faculdade Única Contagem - Rua Professor Sigefredo Marques, 341 - Estância do Hibisco - Tel: (31) 2519-5100


Eventos do Mês